NATAL: LIÇÃO DE CUMPRIMENTO DA VONTADE DE DEUS

EVANGELHO – Jo 1, 19-28

Este foi o testemunho de João, quando os judeus enviaram de Jerusalém sacerdotes e levitas para perguntar: “Quem és tu?” João confessou e não negou. Confessou: “Eu não sou o Messias”. Eles perguntaram: “Quem és, então? És tu Elias?” João respondeu: “Não sou”. Eles perguntaram: “És o Profeta?” Ele respondeu: “Não”. Perguntaram então: “Quem és, afinal? Temos que levar uma resposta para aqueles que nos enviaram. O que dizes de ti mesmo?” João declarou: “Eu sou a voz que grita no deserto: “Aplainai o caminho do Senhor”” – conforme disse o profeta Isaías. Ora, os que tinham sido enviados pertenciam aos fariseus e perguntaram: “Por que então andas batizando, se não és o Messias, nem Elias, nem o Profeta?” João respondeu: “Eu batizo com água; mas no meio de vós está aquele que vós não conheceis, e que vem depois de mim. Eu não mereço desamarrar a correia de suas sandálias”. Isso aconteceu em Betânia além do Jordão, onde João estava batizando.
– Palavra da Salvação
– Glória a vós, Senhor

Olhar para Jesus:
nestes próximos dias até a festa da Epifania que será no próximo domingo, gostaria de tirarmos lições do Nascimento de Cristo. São Josemaria dizia que o Presépio é uma cátedra, no sentido de uma disciplina de uma faculdade ou universidade. Dizia isto, pois como toda disciplina ou toda matéria, podemos aprender muito, tirar muitas lições. Jesus, vindo à terra quer nos ensinar muitas lições e já no seu nascimento são muitas.

Hoje a lição que vamos tirar é do cumprimento da vontade de Deus.

Jesus veio à terra para cumprir a vontade do Pai. O Salmo 39 fazendo alusão a Jesus Cristo diz: “Eis que venho fazer com prazer a vontade do Senhor”. Já na vida pública dirá: “meu alimento é fazer a vontade do Pai”. Podemos dizer que todo o sentido a vida de Nosso Senhor foi obedecer ao Pai.

Como isso contrasta conosco, com este forte desejo que temos de fazer a nossa vontade ao invés da de Deus ou dos outros. Todo adolescente, quando percebe que tem a sua identidade, começa a querer fazer a sua vontade ao invés da vontade dos pais. Por um lado isso é bom, pois não podemos ser dependentes dos nossos pais a vida inteira. Por outro lado, com a mancha do pecado original, muitas vezes este grito de liberdade é um grito da libertinagem.

A libertinagem é a liberdade desordenada, a liberdade que não quer seguir os 10 mandamentos que são a estrada que nos mantém e nos leva para o bem.

Jesus não terá nada de libertinagem. Sendo totalmente livre, sendo o próprio Deus, a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade, poderia fazer o que bem entendesse, mas veio para nos dar a lição de obediência a Deus, de obediência ao Pai. Por quê? Porque justamente quer nos mostrar que cumprir os mandamentos nos mantém e nos levam ao bem e não os cumprir nos levam ao mal. E que, além disso, cada um de nós tem uma missão a cumprir aqui na terra, uma missão escolhida por Deus, que nos levará a fazer um bem muito grande aos outros ao longo de toda a nossa vida. Jesus, além de cumprir os mandamentos, vai cumprir esta missão, que era a sua missão. E cumprindo-a fez esta obra imensa que todos nós conhecemos. Ele poderia, obedecendo os mandamentos, seguir os seus caminhos, escolher a sua missão. Mas sabia que o maior bem que poderia fazer ao mundo viria ao cumprir a missão estabelecida pelo Pai.

Será que temos nos comportado como Jesus? Será que ainda tenho um espírito de rebelião dentro de mim, como dos adolescentes? Compreendo que se não cumpro os mandamentos de Deus, eu me desvio do bem e passo a percorrer a estrada do mal? Sou humilde como Jesus e entendo e amo a vontade do Pai? Procuro seguir a minha vida perguntando a Deus o que Ele quer de mim, qual é a minha missão ou eu vou por conta própria? Noto que se minha vida não tem tantos frutos é porque não estou procurando cumprir a missão que Deus estabeleceu para mim como bom Pai, uma missão que me fará plenamente feliz aqui na terra e fará um bem inimaginável aos outros?

Olhemos para o Menino-Jesus e vejamos desde o seu nascimento até a sua morte o cumprimento da vontade de Deus. Que esta lição não caia no vazio. Deus é Puro Amor e só nos quer mostrar a estrada que nos leva para o Céu. Vale a pena.

NATAL: LIÇÃO DE CUMPRIMENTO DA VONTADE DE DEUS

You may also like

PROVIDÊNCIA DIVINA (5): JESUS NUNCA CHEGA TARDE: FILHA DE JAIRO E LÁZARO
EVANGELHO - Jo 6, 16-21 Ao cair da tarde, os discípulos desceram ao ...
PROVIDÊNCIA DIVINA (4): EXEMPLO GRÁFICO DE JESUS
EVANGELHO - Jo 6, 1-15 Naquele tempo, Jesus foi para o outro lado do ...
PROVIDÊNCIA DIVINA (3): PALAVRAS DE JESUS
EVANGELHO - Jo 3, 31-36 "Aquele que vem do alto está acima de todos. O ...
PROVIDÊNCIA DIVINA (2): DEUS É PAI (2)
EVANGELHO - Jo 3, 16-21 Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho ...
PROVIDÊNCIA DIVINA (1): DEUS É PAI (1)
EVANGELHO - Jo 3, 7b-15 Naquele tempo disse Jesus a Nicodemos: Vós ...
MISERICÓRDIA DE DEUS: FESTA DA MISERICÓRDIA
EVANGELHO - Jo 20, 19-31 Ao anoitecer daquele dia, o primeiro da ...
ESPERANÇA (6): NÃO TER MEDO DE PERDER OS BENS EFÊMEROS
EVANGELHO - Jo 21, 1-14 Naquele tempo: Jesus apareceu de novo aos ...
ESPERANÇA (2): LIÇÃO DE JESUS COM MARIA MADALENA
EVANGELHO - Mt 28, 8-15 Naquele tempo: As mulheres partiram depressa ...
PÁSCOA: ESPERANÇA (1): DEUS TRANSFORMA A MORTE EM VIDA
EVANGELHO - Jo 20, 1-9 No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ...
Page 1 of 19
Rolar para o topo