SANTO ESTÊVÃO: SEGUIR SEU EXEMPLO

EVANGELHO – Mt 10, 17-22

Naquele tempo, disse Jesus aos seus apóstolos: “Cuidado com os homens, porque eles vos entregarão aos tribunais e vos açoitarão nas suas sinagogas. Vós sereis levados diante de governadores e reis, por minha causa, para dar testemunho diante deles e das nações. Quando vos entregarem, não fiqueis preocupados como falar ou o que dizer. Então naquele momento vos será indicado o que deveis dizer. Com efeito, não sereis vós que havereis de falar, mas sim o Espírito do vosso Pai é que falará através de vós.
O irmão entregará à morte o próprio irmão; o pai entregará o filho; os filhos se levantarão contra seus pais, e os matarão. Vós sereis odiados por todos, por causa do meu nome. Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo”.
– Palavra da Salvação
– Glória a vós, Senhor

Olhar para Jesus:
Logo após o nascimento de Cristo, festejamos o primeiro mártir cristão, Santo Estevão. Festejamos não o seu martírio em si, mas o seu sim a Deus e a sua entrada no Céu.

Santo Estêvão é chamado de Protomártir por ser o primeiro mártir cristianismo. Foi um dos primeiros a seguir os apóstolos. Acredita-se que ele era grego ou judeu, educado na cultura helênica. Estimado entre a comunidade de Jerusalém, seu nome aparece nos Atos dos Apóstolos como o primeiro diácono, entre os sete, que foram eleitos para ajudar na missão dos apóstolos.

Nos capítulos 6 e 7 dos Atos dos Apóstolos, encontramos um longo relato sobre o seu martírio que ocorreu por defender os ensinamentos de Cristo. O seu martírio ocorreu entre o ano 31 e 36 da era cristã. Eis a descrição, tirada do livro dos Atos dos Apóstolos:

“Estêvão, porém, cheio de graça e poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo. Levantaram-se então alguns da sinagoga, chamados dos Libertos e dos Cirenenses e dos Alexandrinos, e dos da Cicília e da Ásia e começaram a discutir com Estêvão, e não puderam resistir à sabedoria e ao Espírito com que ele falava. Subornaram então alguns homens que disseram: ‘Ouvimo-lo proferir palavras blasfematórias contra Moisés e contra Deus’. E amotinaram o povo e os Anciãos e Escribas e apoderaram-se dele e conduziram-no ao Sinédrio; e apresentaram falsas testemunhas que disseram: ‘Este homem não cessa de proferir palavras contra o Lugar Santo e contra a Lei; pois, ouvimo-lo dizer que Jesus, o Nazareno, destruirá este Lugar e mudará os usos que Moisés nos legou’. E todos os que estavam sentados no Sinédrio, tendo fixado os olhares sobre ele, viram o seu rosto como o rosto de um anjo.”

Em seguida vem o seu discurso censurando a dureza de coração dos judeus para abraçar os ensinamentos de Cristo:

“’Homens de cerviz dura, incircuncisos de coração e de ouvidos, resistis sempre ao Espírito Santo, vós sois como os vossos pais. Qual dos profetas não perseguiram os vossos pais, e mataram os que prediziam a vinda do Justo que vós agora traístes e assassinastes? Vós que recebestes a Lei promulgada pelo ministério dos anjos e não a guardastes’. Ao ouvirem estas palavras, exasperaram-se nos seus corações e rangiam os dentes contra ele. Mas ele, cheio do Espírito Santo, tendo os olhos fixos no céu, viu a glória de Deus e Jesus que estava à direita de Deus e disse: ‘Vejo os céus abertos e o Filho do homem que está à direita de Deus’. E levantando um grande clamor, fecharam os olhos e, em conjunto, lançaram-se contra ele. E lançaram-no fora da cidade e apedrejaram-no. E as testemunhas depuseram os seus mantos aos pés de um jovem, chamado Saulo. E apedrejavam Estêvão que invocava Deus e dizia: ‘Senhor Jesus, recebe o meu espírito’. Depois, tendo posto os joelhos em terra, gritou em voz alta: ‘Senhor, não lhes contes este pecado’. E dizendo isto, adormeceu.”

Gostaria de ler umas palavras de Nossa Senhora ditas ao Padre Gobbi comentando este martírio:

* * *

26 de dezembro de 1974

Festa de Santo Estêvão

“Santo Estêvão era verdadeiramente uma criança. De que candura se iluminava a sua alma, de que pureza resplandecia a sua fé inabalável no meu Filho, de que fortaleza se revestia toda a sua pessoa! A todos vencia com o seu olhar, com a pureza da sua fé, com a força do seu amor.

Depois de Jesus, foi a minha primeira criança que estreitei muitas vezes ao meu Coração (…). Eu sabia que ele ia ser o primeiro a morrer, depois do meu Filho Jesus. E com que ternura o confortava para que se tornasse forte, cada vez mais forte.

Quando caiu morto, trouxeram-no a Mim e Eu estreitei-o novamente ao meu Coração… Oh! Quase a mesma cena do Calvário!

Também tu, Estêvão, foste chamado a ser coroa: a coroa do meu Imaculado e Doloroso Coração.

Tal como fiz com Estêvão, assim também derramo sobre vós, a plenitude do amor do meu Filho, de modo que ninguém possa resistir à graça e ao Espírito Santo que vos levará como uma leve pluma sobre as ondas da sua plenitude.

Cada um dos meus sacerdotes (Nossa Senhora também se dirige a todos os seus filhos) será esta coroa de amor para Mim. Todas estas minhas pequenas crianças serão uma coroa de lírios, de rosas e de cíclames. Ninguém poderá resistir à força do Espírito que Eu vos darei.

* * *

Que belas são estas palavras de Nossa Senhora: “Depois de Jesus, foi a minha primeira criança que estreitei muitas vezes ao meu Coração (…). Eu sabia que ele ia ser o primeiro a morrer, depois do meu Filho Jesus. E com que ternura o confortava para que se tornasse forte, cada vez mais forte. Quando caiu morto, trouxeram-no a mim e eu estreitei-o novamente ao meu Coração”.

Nestas palavras vemos o tamanho do amor da nossa Mãe por nós. Também são tocantes as palavras que a Virgem Maria dirige a Santo Estêvão: “era verdadeiramente uma criança; de que candura se iluminava a sua alma, de que pureza resplandecia a sua fé inabalável no meu Filho, de que fortaleza se revestia toda a sua pessoa! A todos vencia com o seu olhar, com a pureza da sua fé, com a força do seu amor”.

Que Nossa Senhora também possa dizer estas palavras de nós! Para isso, procuremos gravá-las no nosso coração: sermos crianças, termos uma candura na alma, uma fé pura e inabalável e uma grande fortaleza. Para termos estas qualidades tão grandes, lutemos para conquistá-las e peçamos à nossa Mãe Santa Maria.

SANTO ESTÊVÃO: SEGUIR SEU EXEMPLO

You may also like

NOSSA SENHORA: DOR DIANTE DO SEU FILHO MORTO
EVANGELHO - Mt 28, 1-10 Depois do sábado, ao amanhecer do primeiro dia ...
CONFISSÃO: MELHOR PREPARAÇÃO PARA A PÁSCOA
EVANGELHO - Mt 26, 14-25 Naquele tempo: Um dos doze discípulos, ...
DOMINGO DE RAMOS: COMEÇA A SEMANA
EVANGELHO – Mt 26, 14 – 27,66 Hoje o Evangelho é bastante longo, pois ...
SÃO JOSÉ: NOSSO PAI, SUA SANTIDADE
EVANGELHO – Mt 1, 16.18-21.24a Jacó gerou José, o esposo de Maria, da ...
PERDÃO: CAMINHOS PARA ELE
EVANGELHO - Mt 18, 21-35 Naquele tempo: Pedro aproximou-se de Jesus e ...
SALVAÇÃO: DOLOROSO APELO DE JESUS
EVANGELHO - Mt 21, 33-43.45-46 Naquele tempo, dirigindo-se Jesus aos ...
CARIDADE: SERVIR; QUARESMA
EVANGELHO - Mt 20, 17-28 Naquele tempo: Enquanto Jesus subia para ...
PECADO: LUTA CONTRA A SOBERBA; QUARESMA
EVANGELHO - Mt 23, 1-12 Naquele tempo: Jesus falou às multidões e a ...
CARIDADE: AMAR OS INIMIGOS; CONVERSÃO DA QUARESMA
EVANGELHO - Mt 5, 43-48 Naquele tempo, disse Jesus aos seus ...
CARIDADE: FRUTO DO RESPEITO, CONVERSÃO DA QUARESMA
EVANGELHO - Mt 5, 20-26 Naquele tempo, disse Jesus aos seus ...
Page 1 of 22
Rolar para o topo