SÃO JOÃO APÓSTOLO E EVANGELISTA: CRESCER NO AMOR A JESUS

EVANGELHO – Jo 20, 2-8

No primeiro dia da semana, Maria Madalena saiu correndo e foi encontrar Simão Pedro e o outro discípulo, aquele que Jesus amava, e lhes disse: “Tiraram o Senhor do túmulo, e não sabemos onde o colocaram”. Saíram, então, Pedro e o outro discípulo e foram ao túmulo. Os dois corriam juntos, mas o outro discípulo correu mais depressa que Pedro e chegou primeiro ao túmulo. Olhando para dentro, viu as faixas de linho no chão, mas não entrou. Chegou também Simão Pedro, que vinha correndo atrás, e entrou no túmulo. Viu as faixas de linho deitadas no chão e o pano que tinha estado sobre a cabeça de Jesus, não posto com as faixas, mas enrolado num lugar à parte.
Então entrou também o outro discípulo, que tinha chegado primeiro ao túmulo. Ele viu, e acreditou.
– Palavra da Salvação
– Glória a vós, Senhor

Olhar para Jesus:
podemos aproveitar o dia de hoje para conhecermos um pouco sobre a vida de São João, que foi um dos três principais apóstolos. Os três são: Pedro e os dois irmãos, Tiago, denominado o maior, e João.

São João era natural de Betsaida, cidade da Galileia na margem norte do mar de Tiberíades. Seus pais eram Zebedeu e Salomé; e seu irmão, como dissemos, Tiago. Formavam uma família remediada de pescadores que, ao conhecerem o Senhor, não duvidaram em pôr-se totalmente à sua disposição.

Salomé, a mãe, também seguiu Jesus, servindo-o com os seus bens na Galileia e em Jerusalém, e acompanhando-o até o Calvário.

São João, assim como São Tiago tinha sido discípulo de São João Batista quando este pregava no Jordão, até que um dia Jesus passou por ali e São João Batista o apontou: Eis o Cordeiro de Deus. Ao ouvir isso, foram atrás do Senhor e passaram com Ele aquele dia.

São João nunca esqueceu esse encontro. Não quis dizer-nos nada do que falou naquele dia com o Mestre, mas sabemos que, a partir de então, nunca mais o abandonou; quando escreve o seu Evangelho, já ancião, não deixa de mencionar a hora em que se deu o seu encontro com Jesus: Era por volta da hora décima, das quatro da tarde.

Voltou para casa, retomando o trabalho da pesca. Pouco tempo depois, o Senhor, que o preparou desde aquele primeiro encontro, chama-o definitivamente para formar parte do grupo dos Doze. Era o mais novo dos Apóstolos; ainda não devia ter vinte anos quando correspondeu à chamada do Senhor, e fez isso com o coração inteiro, com um amor indiviso, exclusivo.

São João é o apóstolo que durante a ceia reclinou a cabeça no peito do Senhor. Ele cita-se a si próprio no seu Evangelho, discretamente, como o discípulo que Jesus amava. Isto indica que Jesus teve um especial afeto por ele. Sabemos que Jesus teve um especial afeto por São João porque São João o amava com um grande coração. São João é visto como o apóstolo de maior coração, que mais soube amar Jesus.

Devido a este grande amor, foi o único apóstolo que esteve no Calvário junto da Cruz. Os outros todos fugiram de medo. Mas o amor de João por Jesus o fez superar o medo.

São João nos leva a pensar como temos amado Jesus. Jesus é alguém para mim? Sofro com seus sofrimentos e me alegro com suas alegrias? Tenho uma intimidade com Jesus?

Muitas pessoas vivem a religião muito mais como um cumprimento de obrigações e práticas de orações do que como uma relação de amor. O amor a Deus e, concretamente, o amor a Jesus é o grande motivo de vivermos a religião. Uma religião sem este amor é uma religião de fachada.

Como crescer no amor a Jesus?

Em primeiro lugar, podemos pedir a São João.

Em segundo lugar, tendo a fé de que Jesus está o dia inteiro do nosso lado e ir procurando conversar com Ele ao longo do dia, partilhando toda a nossa vida com Ele, substituindo o monólogo que costumamos ter conosco próprios quando estamos sozinhos pelo diálogo com Nosso Senhor.

Em terceiro lugar, tendo presente que Jesus tem sentimentos: alegra-se, sente tristeza, sente fome, sente frio etc. Entrar em sintonia com os seus sentimentos que, como nós, dependem das circunstâncias de cada momento.

Em quarto lugar, ter uma fé grande de que Jesus está nos Sacrários de cada igreja e visitá-lo com muita frequência para contar as nossas alegrias, nossas preocupações, fazer-lhe companhia etc.

Que a festa de São João, o apóstolo do grande coração, seja um empurrão para amarmos, de verdade, Nosso Senhor e que o amor por Ele cresça a cada dia.

SÃO JOÃO APÓSTOLO E EVANGELISTA: CRESCER NO AMOR A JESUS

You may also like

PROVIDÊNCIA DIVINA (5): JESUS NUNCA CHEGA TARDE: FILHA DE JAIRO E LÁZARO
EVANGELHO - Jo 6, 16-21 Ao cair da tarde, os discípulos desceram ao ...
PROVIDÊNCIA DIVINA (4): EXEMPLO GRÁFICO DE JESUS
EVANGELHO - Jo 6, 1-15 Naquele tempo, Jesus foi para o outro lado do ...
PROVIDÊNCIA DIVINA (3): PALAVRAS DE JESUS
EVANGELHO - Jo 3, 31-36 "Aquele que vem do alto está acima de todos. O ...
PROVIDÊNCIA DIVINA (2): DEUS É PAI (2)
EVANGELHO - Jo 3, 16-21 Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho ...
PROVIDÊNCIA DIVINA (1): DEUS É PAI (1)
EVANGELHO - Jo 3, 7b-15 Naquele tempo disse Jesus a Nicodemos: Vós ...
MISERICÓRDIA DE DEUS: FESTA DA MISERICÓRDIA
EVANGELHO - Jo 20, 19-31 Ao anoitecer daquele dia, o primeiro da ...
ESPERANÇA (6): NÃO TER MEDO DE PERDER OS BENS EFÊMEROS
EVANGELHO - Jo 21, 1-14 Naquele tempo: Jesus apareceu de novo aos ...
ESPERANÇA (2): LIÇÃO DE JESUS COM MARIA MADALENA
EVANGELHO - Mt 28, 8-15 Naquele tempo: As mulheres partiram depressa ...
PÁSCOA: ESPERANÇA (1): DEUS TRANSFORMA A MORTE EM VIDA
EVANGELHO - Jo 20, 1-9 No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ...
Page 1 of 16
Rolar para o topo