SÃO JOSEMARIA: SUA MENSAGEM TRANSFORMADORA (4) – O MUNDO

EVANGELHO – Mc 10, 17-27

Quando Jesus saiu a caminhar, veio alguém correndo, ajoelhou-se diante dele, e perguntou: “Bom Mestre, que devo fazer para ganhar a vida eterna?”
Jesus disse: “Por que me chamas de bom?” Só Deus é bom, e mais ninguém.
Tu conheces os mandamentos: não matarás; não cometerás adultério; não roubarás; não levantarás falso testemunho; não prejudicarás ninguém; honra teu pai e tua mãe!”
Ele respondeu: “Mestre, tudo isso tenho observado desde a minha juventude”.
Jesus olhou para ele com amor, e disse: “Só uma coisa te falta: vai, vende tudo o que tens e dá aos pobres, e terás um tesouro no céu. Depois vem e segue-me!”
Mas quando ele ouviu isso, ficou abatido e foi embora cheio de tristeza, porque era muito rico. Jesus então olhou ao redor e disse aos discípulos: “Como é difícil para os ricos entrar no Reino de Deus!” Os discípulos se admiravam com estas palavras, mas ele disse de novo: “Meus filhos, como é difícil entrar no Reino de Deus!
É mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus!” Eles ficaram muito espantados ao ouvirem isso, e perguntavam uns aos outros: “Então, quem pode ser salvo?” Jesus olhou para eles e disse: “Para os homens isso é impossível, mas não para Deus. Para Deus tudo é possível”.
– Palavra da Salvação
– Glória a vós, Senhor

Olhar para Jesus:
São Marcos diz no Evangelho de hoje que veio alguém correndo, ajoelhou-se diante de Jesus e lhe perguntou o que devia fazer para ir para o Céu. Através dos outros evangelistas, sabemos que esta pessoa foi um jovem que depois passou a ser conhecido como o “jovem rico”. Este jovem, então, pergunta a Jesus o que ele deve fazer para ganhar a vida eterna e Jesus primeiro responde que deve cumprir os mandamentos. Depois, vendo que já os cumpria e que poderia dar mais –  Jesus conhece os corações das pessoas e sabe quem pode dar mais ou não – disse-lhe para vender tudo o que tinha e segui-lo. Porém vemos que não foi generoso com Jesus, pois estava apegado aos seus bens. Será que estou apegado às coisas que tenho? Será que sei desprender-me delas? Sou generoso em ajudar as pessoas necessitadas? Pensemos nisso.

Continuando a nossa série sobre São Josemaria e a sua mensagem, ontem comentei que o Fundador do Opus Dei viu no dia 2 de outubro de 1928 algo surpreendente: pessoas que vivem no meio do mundo santificando-se através do cumprimento das suas tarefas cotidianas.

Uns anos atrás, refletindo sobre isso, veio-me este insight: São Josemaria foi um instrumento de Deus para colocar o mundo no seu lugar. Por que pensei isto? Pois Chestherton no seu livro sobre São Francisco diz que São Tomás colocou a inteligência no seu lugar, que até São Tomás de Aquino os católicos não sabiam se a inteligência, a filosofia, ajudava ou atrapalhava a fé. Este santo mostrará que a inteligência é boa e nos dá a base para a fé. Da mesma forma, dirá que São Francisco de Assis colocou a natureza no seu devido lugar, que até São Francisco os católicos não sabiam, diante da fé, que lugar a natureza devia ocupar, mostrando ser ela uma obra de Deus que nos conduz à fé.

Assim, olhando para São Josemaria, vemos que Deus vai se servir dele para colocar o mundo no seu lugar. Pois o mundo ao longo de muitos séculos foi visto como algo ruim, que nos afasta de Deus. E que além disso, o trabalho, as obrigações, que são necessidades próprias do mundo, nos impedem de rezar.

Deus, através de São Josemaria, vai nos lembrar que o mundo não é ruim, pois saiu das mãos de Deus, é obra da criação. O que torna o mundo ruim são as más ações dos homens.

Desta forma, para um cristão que, de fato, deve ter como finalidade principal a realidade espiritual, ganhar o Céu, e não a realidade do mundo, a realidade material, não precisa se sentir incomodado estando no mundo, vendo-o com preconceito, com uma visão negativa. O mundo é bom e o que Deus quer é levá-lo para Deus.

Numa ocasião, muitos anos depois da fundação do Opus Dei, São Josemaria entendeu esta frase que está no Evangelho de São João fazendo referência a Cristo no alto da cruz que diz assim: “Quando for levantado da terra, tudo atrairei a mim” (Jo 12, 32). Entendeu que Cristo, uma vez que salvou-nos morrendo na cruz, dá-nos a capacidade de conduzir-nos a Ele e também todas as realidades do mundo.

Uma vez que Deus nos criou com corpo e alma, as realidades materiais fazem parte da nossa vida. É assim que se entende, também, que o livro do Apocalipse nos diga que Cristo virá à terra pela segunda vez para instaurar o Novo Céu e a Nova Terra, isto é, instaurar o seu Reino definitivo na terra. Ou seja, é aqui que Deus, que Jesus quer reinar.

Numa ocasião São Josemaria celebrou uma missa no meio do campus de uma universidade, simbolizando esta união entre o material e o espiritual, o temporal e o eterno e o título que deu à sua homilia foi este: “Amar o mundo apaixonadamente”. Esta homilia ficou muito famosa, pois com ela tornou-se claro como todos nós devemos olhar o mundo: apaixonadamente. Devemos amar o trabalho, devemos amar as montanhas, as praias, a natureza, as profissões, as festas, o esporte, as conquistas humanas: a música, o teatro, o cinema, as empresas, o mundo dos negócios etc. Porém nada disso pode se tornar um deus. Pelo contrário, tudo deve nos levar a dar glória a Deus.

Podemos terminar fazendo algumas perguntas:
– Qual é a visão que eu tenho do mundo? É uma visão negativa?
– O mundo me afasta de Deus?
– Interesso-me pelas coisas do mundo ou vivo alienado, preocupado só com o mundo espiritual? Interesso-me pela economia da minha cidade, do meu país, pela saúde, pela segurança, pela política etc?
– Procuro transformar tudo, o trabalho, o descanso, um passeio, uma festa numa ocasião para amar e servir a Deus?
– Procuro, como dizia São Josemaria, amar o mundo sem ser mundano, sem perder-me nos prazeres do mundo, vendo, mesmo o prazer lícito, não como fim, mas como algo que Deus nos deu como meio para alcançar um fim bom como a saúde, o descanso, a procriação dentro do matrimônio etc?

Lição: como nos ajuda entender que estamos chamados a amar o mundo apaixonadamente, porém que estas realidades todas devem nos levem para Deus.

SÃO JOSEMARIA: SUA MENSAGEM TRANSFORMADORA (4) – O MUNDO

You may also like

SACERDOTES: SUA DIGNIDADE, REZAR POR ELES
EVANGELHO - Mc 6, 7-13 Naquele tempo: Jesus chamou os doze, e começou ...
APOSTOLADO: NOSSA PRINCIPAL PREOCUPAÇÃO
EVANGELHO - Mc 6, 1-6 Naquele tempo, Jesus foi a Nazaré, sua terra, e ...
FÉ: DIANTE DOS PERIGOSOS; TEMPESTADE ACALMADA
EVANGELHO - Mc 4, 35-41 Naquele dia, ao cair da tarde, Jesus disse a ...
APOSTOLADO: SER COMO O GRÃO DE MOSTARDA
EVANGELHO - Mc 4, 26-34 Naquele tempo, Jesus disse à multidão: “O ...
SÃO JOSEMARIA: SUA MENSAGEM TRANSFORMADORA (8) – O QUE É A SANTIDADE
EVANGELHO - Mt 5, 1-12 Naquele tempo: Vendo Jesus as multidões, subiu ...
ESPÍRITO SANTO: PECADO CONTRA ELE
EVANGELHO - Mc 3, 20-35 Naquele tempo, Jesus voltou para casa com os ...
Page 1 of 11
Rolar para o topo