PECADOS: DEIXAR CRISTO ENTRAR NA NOSSA ALMA PARA CURÁ-LOS

EVANGELHO – Lc 4, 38-44

Naquele tempo: Jesus saiu da sinagoga e entrou na casa de Simão. A sogra de Simão estava sofrendo com febre alta, e pediram a Jesus em favor dela.
Inclinando-se sobre ela, Jesus ameaçou a febre, e a febre a deixou. Imediatamente, ela se levantou e começou a servi-los. Ao pôr do sol, todos os que tinham doentes atingidos por diversos males, os levaram a Jesus. Jesus colocava as mãos em cada um deles e os curava. De muitas pessoas também saíam demônios, gritando: “Tu és o Filho de Deus”. Jesus os ameaçava, e não os deixava falar, porque sabiam que ele era o Messias. Ao raiar do dia, Jesus saiu, e foi para um lugar deserto. As multidões o procuravam e, indo até ele, tentavam impedi-lo que os deixasse.
Mas Jesus disse: “Eu devo anunciar a Boa Nova do Reino de Deus também a outras cidades, porque para isso é que eu fui enviado”.
E pregava nas sinagogas da Judeia.
– Palavra da Salvação
– Glória a vós, Senhor

Olhar para Jesus:
Na vida pública de Jesus aparecem vários episódios simples e familiares (cfr, p. ex., Lc 19,1; Ioh 2.1) que ajudam a compreender e a apreciar a estima do Senhor pela vida ordinária do lar.

Jesus, estando ainda em Cafarnaum, na casa São Pedro, atende ao pedido para curar a sogra de São Pedro que estava sofrendo com febre alta. São Jerônimo, a este respeito diz: “Mal rogavam ao Salvador, Ele imediatamente curava os doentes”.

Jesus, não só atendeu imediatamente o pedido que lhe fizeram como também a cura desta senhora foi imediata. Sobre isto, dizia São João Crisóstomo: «Como a doença era curável deu a conhecer o Seu poder no modo de curar, fazendo o que a medicina não podia. Depois da cura da febre os enfermos necessitam de tempo para recuperar a sua antiga saúde, mas neste caso fez-se tudo no mesmo instante» (Hom. sobre S. Mateus, 27).

Os Santos Padres ou Padre da Igreja, que foram santos que viveram nos primeiros anos do cristianismo, viram na febre desta mulher uma figura do pecado: «Na febre da sogra de Pedro (…) está representada a nossa carne afetada por diversas doenças espirituais; a nossa febre é a ira, a nossa febre é a luxúria, vícios que embora digam respeito ao corpo, perturbam a alma, a mente e o sentido» (Expositio Evangelii sec. Lucam, ad loc.).

São Cirilo, que é outro Padre da Igreja, assim como São Jerônimo e São João Crisóstomo que mencionei acima, pensando que Jesus entrou na casa de Simão Pedro e curou a sua sogre e depois muitos outros doentes, dizia: «Recebamos também nós Jesus, porque quando nos visita e o deixamos entrar na nossa mente e no nosso coração, Ele extingue em nós o ardor das maiores paixões desordenadas, e nos mantém fortes para o servir, para o agradar» (Hom. 28 in Mattheum).

São Cirilo então diz que se deixamos Jesus entrar na nossa casa, entrar na nossa mente e no nosso coração, venceremos todo o mal que há dentro de nós.

E o que é entrar na nossa mente? É pensar como Ele pensa. E o que é recebê-lo em nosso coração? É amar o que Ele ama.

De um modo prático, podemos fazer isto recebendo a Comunhão desejando ardentemente identificar-nos com Cristo.

Lição: Jesus é o próprio Deus e pode tudo. Peçamos a Ele que cure as feridas do nosso coração e que a Comunhão seja um momento muito especial para isto. Lembrar sempre que para receber a Comunhão precisamos estar em estado de graça, isto é, sem pecado grave na alma. Veja a este respeito o ponto 1415 do Catecismo da Igreja Católica e o ponto 1861.

PECADOS: DEIXAR CRISTO ENTRAR NA NOSSA ALMA PARA CURÁ-LOS

You may also like

SÃO JOÃO BATISTA: SUA VIDA
EVANGELHO - Lc 1, 57-66.80 Completou-se o tempo da gravidez de Isabel, ...
EUCARISTIA: CORPUS CHRISTI (2)
EVANGELHO - Lc 1, 39-56 Naqueles dias, Maria partiu para a região ...
OTIMISMO: SEU FUNDAMENTO NA FÉ (I)
EVANGELHO - Lc 24, 35-48 Naquele tempo, os dois discípulos contaram o ...
NOSSA SENHORA: FESTA DA ANUNCIAÇÃO
EVANGELHO - Lc 1, 26-38 Naquele tempo: O anjo Gabriel foi enviado por ...
ESPERANÇA (5): AMOR CARINHOSO DE DEUS
EVANGELHO - Lc 24, 35-48 Naquele tempo: Os dois discípulos contaram o ...
ESPERANÇA (4): VISÃO SOBRENATURAL
EVANGELHO - Lc 24, 13-35 Naquele mesmo dia, o primeiro da semana, dois ...
PECADO: JUDAS, ÓDIO AO PECADO
EVANGELHO - Jo 12, 1-11 Seis dias antes da Páscoa, Jesus foi para ...
PECADO: SUA GRAVIDADE (II)
EVANGELHO - Jo 11, 45-56 Naquele tempo: Muitos dos judeus que tinham ...
PECADO: SUA GRAVIDADE (I)
EVANGELHO - Jo 10, 31-42 Naquele tempo: Os judeus pegaram pedras para ...
Page 1 of 24
Rolar para o topo