BÍBLIA (21): REI SALOMÃO (2)

EVANGELHO – Mc 11, 27-33

Naquele tempo: Jesus e os discípulos foram de novo a Jerusalém. Enquanto Jesus estava andando no Templo, os sumos sacerdotes, os mestres da Lei e os anciãos aproximaram-se dele e perguntaram: “Com que autoridade fazes essas coisas? Quem te deu autoridade para fazer isso?” Jesus respondeu: “Vou fazer-vos uma só pergunta. Se me responderdes, eu vos direi com que autoridade faço isso. O batismo de João vinha do céu ou dos homens? Respondei-me”. Eles discutiam entre si: “Se respondermos que vinha do céu, ele vai dizer: “Por que não acreditastes em João?” Devemos então dizer que vinha dos homens?” Mas eles tinham medo da multidão, porque todos, de fato, tinham João na qualidade de profeta. Então eles responderam a Jesus: “Não sabemos”. E Jesus disse: “Pois eu também não vos digo com que autoridade faço essas coisas”.
– Palavra da Salvação
– Glória a vós, Senhor

Olhar para Jesus:
apesar de estarmos no capítulo 11 do Evangelho de São Marcos, São Marcos já começa a narrar a última semana de Jesus. Como sabemos, Jesus chegou à Jerusalém no sábado e no domingo foi a sua entrada triunfal na cidade montado num jumentinho. Nestes dias, Jesus passará o dia em Jerusalém pregando no Templo e passará a noite em Betânia com seus amigos Marta, Maria e Lázaro. Nestes últimos dias os fariseus vão enfrentar Jesus com mais veemência. E, neste momento, perguntam a Jesus com que autoridade ele expulsou os vendilhões do Templo, episódio que é narrado nos versículos anteriores.

Se os fariseus não fossem orgulhosos, já teriam acreditado que Jesus é o próprio Deus e, portanto, não precisariam perguntar a Jesus se Ele tem autoridade ou não para expulsar os vendilhões. Procuremos estar sempre em guarda contra a soberba.

São Josemaria fala em vários pontos no livro “Caminho” sobre a soberba. Vejamos alguns para refletirmos:

(C 599) És pó sujo e caído. – Ainda que o sopro do Espírito Santo te levante sobre todas as coisas da terra e te faça brilhar como ouro, ao refletires nas alturas, com a tua miséria, os raios soberanos do Sol da Justiça, não esqueças a pobreza da tua condição.
Um instante de soberba te faria voltar ao chão, e deixarias de ser luz para ser lodo.

(C 601) Soberba? – Por quê?… Dentro de pouco tempo – anos, dias -, serás um monte de podridão hedionda: vermes, humores fétidos, trapos sujos da mortalha…, e ninguém na terra se lembrará de ti.

(C 611) Foi por soberba: já te ias julgando capaz de tudo, tu sozinho. – O Senhor te largou por um instante, e caíste de cabeça. – Sê humilde, e o seu apoio extraordinário não te há de faltar.

(C 780 Para Deus toda a glória. – É uma confissão categórica do nosso nada. Ele, Jesus, é tudo. Nós, sem Ele, nada valemos: nada. A nossa vanglória seria precisamente isso: glória vã. Seria um roubo sacrílego. O “eu” não deve aparecer em parte nenhuma.

Continuando a nossa série sobre a Bíblia, vimos no sábado passado a primeira parte da história do rei Salomão. Vejamos agora a segunda parte.

* * *

Lição: tudo leva a crer que Salomão converteu-se no final da sua vida e há dois grandes motivos para esta crença:
1) Porque, na opinião de muitos estudiosos, o livro de Eclesiastes foi escrito por Salomão no final de sua vida. Neste livro, Salomão, já velho, confessa que buscar riquezas, mulheres e bens foi “correr atrás do vento”, vaidade, efêmero. Ele ensina que o princípio da real sabedoria está no temor a Deus.
2) Porque Salomão, além do livro do Eclesiastes, foi o escritor do livro dos Provérbios e dos Cantares. E, ao que parece, Deus não permitiria que 3 livros da Bíblia fossem escritos por alguém que não se salvou.
Que a história de Salomão nos leve a estarmos em guarda contra a soberba e ao desejo de buscar os prazeres desta vida. Se não lutamos contra nossas más inclinações, podemos perder as coisas mais maravilhosas que temos.

BÍBLIA (21): REI SALOMÃO (2)

You may also like

SACERDOTES: SUA DIGNIDADE, REZAR POR ELES
EVANGELHO - Mc 6, 7-13 Naquele tempo: Jesus chamou os doze, e começou ...
BÍBLIA (25): QUEDA DO REINO DO NORTE
EVANGELHO - Mt 10, 24-33 Naquele tempo, disse Jesus aos seus ...
APOSTOLADO: NOSSA PRINCIPAL PREOCUPAÇÃO
EVANGELHO - Mc 6, 1-6 Naquele tempo, Jesus foi a Nazaré, sua terra, e ...
BÍBLIA (24): PRINCIPAIS PROFETAS (2)
EVANGELHO - Mt 9, 14-17 Naquele tempo, os discípulos de João ...
BÍBLIA (23): PRINCIPAIS PROFETAS (1)
EVANGELHO - Mt 8, 5-17 Naquele tempo: Quando Jesus entrou em ...
FÉ: DIANTE DOS PERIGOSOS; TEMPESTADE ACALMADA
EVANGELHO - Mc 4, 35-41 Naquele dia, ao cair da tarde, Jesus disse a ...
BÍBLIA (22): INÍCIO E FIM DOS REINOS DO NORTE E SUL
EVANGELHO - Mt 6, 24-34 Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: ...
APOSTOLADO: SER COMO O GRÃO DE MOSTARDA
EVANGELHO - Mc 4, 26-34 Naquele tempo, Jesus disse à multidão: “O ...
BÍBLIA (22): O REINO DE ISRAEL DIVIDIDO
EVANGELHO - Mt 5, 33-37 Naquele tempo, disse Jesus aos seus ...
ESPÍRITO SANTO: PECADO CONTRA ELE
EVANGELHO - Mc 3, 20-35 Naquele tempo, Jesus voltou para casa com os ...
Page 1 of 12
Rolar para o topo