VIRTUDES HUMANAS (2): A SANTIDADE E AS VIRTUDES HUMANAS

EVANGELHO – Mt 22, 34-40

Naquele tempo: Os fariseus ouviram dizer que Jesus tinha feito calar os saduceus. Então eles se reuniram em grupo, e um deles perguntou a Jesus, para experimentá-lo:
“Mestre, qual é o maior mandamento da Lei?” Jesus respondeu: “”Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento!”
Esse é o maior e o primeiro mandamento. O segundo é semelhante a esse: “Amarás ao teu próximo como a ti mesmo”. Toda a Lei e os profetas dependem desses dois mandamentos.
– Palavra da Salvação
– Glória a vós, Senhor

Olhar para Jesus:
que bonita é esta resposta de Cristo sobre qual é o maior mandamento: “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento!” Em outra ocasião Jesus inclui também “com toda a tua força”.

Eu gosto de resumir estas qualidades do nosso amor a Deus no “CAFE”, com todo o teu coração, com toda a tua alma, com toda a tua força, com todo o teu entendimento. Agora nunca mais vamos esquecer como temos que amar a Deus. E que pensemos sempre se temos amado a Deus com todo o nosso coração, com toda a nossa alma, com toda a nossa força, com todo o nosso entendimento.

Continuando a nossa reflexão sobre as virtudes, gostaria de falar hoje sobre a relação entre as virtudes e a santidade.

A santidade é o que Deus deseja como fim principal da nossa vida. Deus nos criou para, se quisermos, viver com Ele para sempre no seu Reino. E, como Deus é santíssimo, nada impuro pode entrar no Céu, como já mencionei outras vezes. E quais são as impurezas do nosso coração? Os pecados e as más inclinações, como o egoísmo, a inveja, o orgulho, a preguiça etc. Então, para entrarmos no Céu, temos que tirar tudo isso do coração. E isso é morrer com as virtudes em grau máximo ou grau heroico, como costumamos dizer. Uma pessoa, por exemplo, que morre com a caridade, o amor ao próximo, em grau heroico, é uma pessoa que foi desbastando todo o seu orgulho, toda a sua preguiça, todo o seu egoísmo etc. O orgulho faz perder a paciência e faltar a caridade com o próximo. A preguiça faz com que sejamos omissos no cuidado com os outros. O egoísmo faz com que pensemos mais em nós do que nos outros.

Uma pessoa santa, então, é uma pessoa que morre com as virtudes em grau heroico. Como já dissemos, também, se morremos merecendo o Céu, mais ainda com impurezas, teremos que passar pelo Purgatório. Lá nossa alma será purificada, santificada até estar em condições de entrar no Céu.

Com isso, vocês veem como é importante a luta por adquirir as virtudes. E, nesse sentido, faz-nos muito bem ler a vida dos santos, pois nelas vemos como os santos foram lutando para arrancar seus defeitos e conquistar as virtudes, em diversas circunstâncias de vida.

Por exemplo.  Ao contrário do que muitos pensam, Santa Teresinha de Lisieux nasceu com um temperamento violento. De acordo com a mãe dela, a menina fazia birras terríveis quando as coisas não saíam do jeito dela e se jogava no chão como uma desesperada, pensando que tudo estava perdido. “Havia momentos em que a birra era mais forte e ela perdia a respiração”, dizia a mãe.

Santa Teresinha também diz em sua biografia que, se não tivesse tido pais tão bons, que a ajudaram a remediar esse defeito de caráter, ela poderia – facilmente – “ter saído muito má”.

Quando entrou para a vida religiosa, ela escreveu: “tudo neste convento me agradou”. Mas, rapidamente aprendeu que lá também não eram tudo flores. Teresinha fala de uma freira que era extremamente desagradável. Ao invés de evitar o seu contato, como seria o natural de todos nós, o que ela decidiu começar a fazer a partir de um determinado dia: prestar-lhe todos os serviços que podia. Ela diz: “quando sentia a tentação de contestá-la de maneira desagradável, limitava-me a me dirigir a ela da maneira mais encantadora possível: com meu sorriso”. Depois de certo tempo, esta freira começou a achar que Santa Teresinha tinha um amor especial por ela. Ou seja, por mais que a santa sentisse uma aversão por esta freira, passando por cima do seu sentimento, procurava servi-la em tudo. E foi tão heroica nisso que a freira começou a achar que Teresinha tinha uma predileção por ela. Veja só!

Lição: tirar o propósito de buscar a santidade conquistando todas as virtudes, sabendo que só quando formos santos entraremos no Céu. Então, não há tempo a perder. Deus dá toda a graça para crescermos nas virtudes.

VIRTUDES HUMANAS (2): A SANTIDADE E AS VIRTUDES HUMANAS

You may also like

BÍBLIA (22): O REINO DE ISRAEL DIVIDIDO
EVANGELHO - Mt 5, 33-37 Naquele tempo, disse Jesus aos seus ...
VIRTUDES HUMANAS (14): PACIÊNCIA (4)
EVANGELHO - Mt 5, 27-32 Naquele tempo, disse Jesus aos seus ...
SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA: SUA VIDA
EVANGELHO - Mt 5, 20-26 Naquele tempo, disse Jesus aos seus ...
SÃO BARNABÉ: SEGUIR SEU EXEMPLO
EVANGELHO - Mt 10, 7-13 Naquele tempo, disse Jesus aos seus ...
SÃO JOSEMARIA: SUA MENSAGEM TRANSFORMADORA (8) – O QUE É A SANTIDADE
EVANGELHO - Mt 5, 1-12 Naquele tempo: Vendo Jesus as multidões, subiu ...
SANTÍSSIMA TRINDADE: AMAR CADA UMA DAS TRÊS PESSOAS
EVANGELHO - Mt 28, 16-20 Os onze discípulos foram para a Galileia, ...
SÃO JOSEMARIA: SUA MENSAGEM TRANSFORMADORA (3)
EVANGELHO - Mc 10, 1-12 Naquele tempo: Jesus foi para o território da ...
VIRTUDES HUMANAS (13): PACIÊNCIA (3)
EVANGELHO - Jo 21, 15-19 Jesus manifestou-se aos seus discípulos e, ...
Page 3 of 26
Rolar para o topo